Home »

Notícias

 

Infos & Dicas

Ellen White
Publicado em: 2017-09-04
- Audio-Livro

Ellen Gould White foi uma escritora cristã americana e uma das fundadoras da Igreja Adventista do Sétimo Dia. É uma das escritoras mais traduzidas da história da literatura mundial e é tida como profetisa pelos adventistas do sétimo dia. Wikipédia

CAPÍTULO

 

BAIXAR

 

   

01 - Nosso Exemplo

 

Download

02 - Dias de Ministério

 

Download

03 - Com a Natureza e com Deus

 

Download

04 - O Toque da Fé

 

Download

05 - A Cura da Alma

 

Download

06 - Salvo Para Servir

 

Download

07 - A Cooperação do Divino com o Humano

 

Download

08 - O Médico é um Educador

 

Download

09 - Ensinando e Curando

 

Download

10 - Auxílio aos Tentados

 

Download

11 - A Obra em Favor dos Intemperantes

 

Download

12 - Auxílio aos Desempregados e aos Destituídos de Lar

 

Download

13 - Os Pobres Desamparados

 

Download

14 - O Ministério em Favor dos Ricos

 

Download

15 - No Quarto do Doente

 

Download

16 - Oração Pelos Doentes

 

Download

17 - O Emprego de Remédios

 

Download

18 - A Cura Mental

 

Download

19 - Em Contato com a Natureza

 

Download

20 - Higiene Geral

 

Download

21 - Higiene Entre os Israelitas

 

Download

22 - Vestuário

 

Download

23 - O Regime Alimentar e a Saúde

 

Download

24 - A Carne Como Alimento

 

Download

25 - Extremos no Regime

 

Download

26 - Estimulantes e Narcóticos

 

Download

27 - O Comércio de Bebidas e a Proibição

 

Download

28 - O Ministério do Lar

 

Download

29 - Os Fundadores do Lar

 

Download

30 - Escolha e Preparo do Lar

 

Download

31 - A Mãe

 

Download

32 - A Criança

 

Download

33 - Influências do Lar

 

Download

34 - A Verdadeira Educação é um Ensino

 

Download

35 - O Verdadeiro Conhecimento de Deus

 

Download

36 - O Perigo do Conhecimento Especulativo

 

Download

37 - O Falso e o Verdadeiro na Educação

 

Download

38 - A Importância de Buscar o Verdadeiro Conhecimento

 

Download

39 - O Conhecimento Recebido Mediante a Palavra de Deus

 

Download

40 - Auxílio na Vida Diária

 

Download

41 - Em Contato com os Outros

 

Download

42 - Desenvolvimento e Serviço

 

Download

43 - Uma Experiência Mais Alta

 

Download

 

ELLENWHITEAUDIO.ORG

 

A Cabana
Publicado em: 2017-07-16
- aborda a questão recorrente da existência do mal

 Clique na imagem para baixar o livro!

O livro aborda a questão recorrente da existência do mal através da história de Mack Allen Phillips, um homem que vive sob o peso da experiência de ter sua filha Missy, de seis anos, raptada durante um acampamento de fim de semana. A menina nunca foi encontrada, mas sinais de que ela teria sido violentada e assassinada são achados em uma cabana perdida nas montanhas.

Vivendo desde então sob a "A Grande Tristeza", Mack, três anos e meio depois do episódio, recebe um misterioso bilhete supostamente escrito por Deus, convidando-o para uma visita a essa mesma cabana. Ali, Mack terá um encontro inusitado com Deus, de quem tentará obter resposta para a inevitável pergunta: "Se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar nosso sofrimento?".

Quem espera encontrar mais um livro de auto-ajuda ou o libelo de uma determinada religião, percebe logo que está enganado ao avançar em sua leitura. Quanto mais o leitor mergulha nas páginas desta obra incomum, mais fundo deseja ir. E aos poucos sente que algo em seu interior vai se transformando, especialmente se abrir a mente para uma nova visão espiritual. E, o que é melhor, é uma obra universal, portanto qualquer pessoa, independente de sua religião, irá se apaixonar por esta história.

Aqueles que temem cair em uma cilada, em outra leitura piegas, também devem se despreocupar. Embora o enredo, a princípio, pareça se encaminhar para mais um melodrama comum, logo uma inesperada reviravolta o conduz para inesperadas direções. É difícil resumir esta trama sem desvelar os mistérios ocultos nas páginas deste livro.

Basicamente a história gira em torno da profunda desilusão sofrida pelo protagonista, Mackenzie Allen Phillips, mais conhecido pelos familiares e companheiros como Mack. O narrador é praticamente o melhor amigo deste personagem, encarregado de transpor para o papel a experiência profunda vivenciada por seu parceiro.

Logo no início, em um prefácio atípico, o leitor é informado pelo narrador que um dos personagens principais deste enredo é uma misteriosa cabana, testemunha de um trágico evento que marca definitivamente a vida do protagonista e de sua família. Descendente de uma linhagem irlandesa-americana, Mack já traz em seu coração marcas dolorosas de sua infância, especialmente de seu relacionamento com o pai.

Superando o passado, ele forma uma nova família, ao lado de Nannete A. Samuelson, chamada pelo marido e por amigos mais próximos de Nan, com quem tem cinco filhos excepcionais – Jon, Tyler, Josh, Katherine e a caçula, Melissa ou Missy, uma garota incomum, repleta de idéias e concepções brilhantes para sua idade, seis anos.

Um fim-de-semana que deveria ser muito especial, no qual Mack se sente mais que nunca próximo de Josh e das filhas, com quem ele partiu para uma última aventura de férias, antes do reinício das aulas, se transforma em um terrível pesadelo com o desaparecimento inexplicável de Missy. A partir de então, com todas as evidências apontando para um terrível crime, o protagonista mergulha em um sombrio abismo de tristeza e dor.

Quatro anos depois, porém, o protagonista tem a oportunidade de rever seu passado à luz de uma nova compreensão. Ironicamente o encontro de Mack com ele mesmo e com seus assustadores fantasmas interiores se dá justamente no lugar onde tudo começou, a cabana onde sua Missy supostamente havia sido assassinada. Guiado por um intrigante bilhete depositado em sua caixa de correio, ele embarca em uma viagem surpreendente que promete reconciliar sua alma com a Divindade que ele não consegue perdoar.

Este livro, concebido pelo estreante canadense William P. Young, foi lançado em 2007 por uma editora criada estritamente com o propósito de publicar esta obra. Inicialmente o autor só pretendia doar alguns volumes deste enredo para amigos mais próximos, no Natal de 2005. A história, porém, teve uma recepção tão surpreendente que ele decidiu revelar seu conteúdo para dois produtores cinematográficos, Wayne Jacobsen e Brad Cummings.

Recusado por inúmeras editoras, A Cabana foi finalmente publicada por Jacobsen e Cummings, que para isso criaram sua própria empresa editorial. Depois disso, recomendado boca a boca, já vendeu pelo menos dois milhões de exemplares. No idioma português ele foi lançado em 2008.

Este livro, que enfoca principalmente a verdadeira relação de Deus com o Homem, tem despertado e transformado a existência de inúmeras pessoas que, ansiosas por compartilhar suas experiências, formaram o Projeto Missy, que pretende divulgar ainda mais a importância da leitura desta obra.

Há inclusive a possibilidade de, com uma maior venda desta publicação, já considerada um best seller, o enredo ser transposto para as telas do cinema. Os leitores interessados em compartilhar seus pontos de vista sobre A Cabana devem acessar o site www.acabana.com.br.

(resenha por Ana Lucia Santana)

Porcos na Sala?
Publicado em: 2017-06-04
... como assim ?!

"Porcos na sala"- livro de Frank e Ida Hammond

O livro Porcos na sala, pode ser considerado um manual prático sobre libertação muito importante para aqueles que estão lutando contra as forças espirituais do mal. Embora o livro traga alguns relatos chocantes e pesados para aqueles que não estão preparados, o mesmo mostra o quanto o mundo da maldade é real na vida de muitos e que estes realmente precisam ser libertos das garras do principe das trevas.

Se  crê que Jesus Cristo libertou e liberta as pessoas de espíritos malignos, então precisa de ler o livro Porcos na sala. Nele você irá aprender que a libertação acontece ainda hoje! Este livro é riquíssimo em informações para aqueles que estão interessados no ministério de libertação e batalha espiritual. Existe um capítulo apresentando uma revelação sobre os problemas a respeito da esquizofrenia que poderá mudar a maneira tradicional como o assunto tem sido tratado pela medicina.

O tema batalha espiritual é de grande importância, principalmente neste mundo em que vivemos, que a cada dia parece afundar-se mais no reino das trevas. Porcos Na Sala é um livro que vai auxiliá-lo a compreender quais sãos as artimanhas dos espíritos imundos, o que eles causam na vida das pessoas endemoninhadas e indicar o caminho da libertação.

Com uma vasta experiência no Ministério de Libertação, o casal de autores do livro Porcos na Sala consegue, através de relatos de experiências pessoais e de uma boa fundamentação teórica, nos oferecer um ótimo e verdadeiro manual prático de libertação, além de esclarecer muitos mal entendidos que ocorrem entre os evangélicos quando o assunto é batalha espiritual. 

Nenhum cristão pode deixar de lado a questão da Batalha Espiritual, pois quando assim agem, dão liberdade para a ação maligna. Porcos Na Sala é um livro feito para tirar o medo e capacitar a todo aquele que deseja combater as obras do inimigo.

Os dois autores, Frank e Ida Hammond, nascerem e foram criados em lares cristãos no Estado do Texas, E.U.A. Frank, pastor batista, é formato pela Universidade de Baylor e pelo Seminário Teológico Batista do Sudoeste, em Ft. worth. Ida Mãe frequentou a Universidade Batista do Leste do Texas e o em Ft. Worth. Faz 25 anos que Frank e Ida Mãe estão sendo usado por Deus no ministério pastoral.

Pode clicar aqui para baixar o livro em formato .pdf. Boa leitura!

Serões da Província
Publicado em: 2017-05-06
- Antologia de Contos de de Júlio Dinis

Publicado pela primeira vez em 1870, a obra “Serões da Província” é uma compilação de contos e curtas novelas que Júlio Dinis publicou em folhetim no Jornal do Porto, entre 1862 e 1864. Clique AQUI para baixar eBook/livro gratis!

Os temas e motivos destes contos e novelas são predominantes os mesmos que se encontram na obra romanesca do autor e que o definem. Júlio Dinis viu sempre o mundo pelo prisma da fraternidade, do optimismo, dos sentimentos sadios do amor e da esperança e isso reflete-se na sua obra escrita.

“O Espólio do Senhor Cipriano”, conta-se a história de Cipriano Martins, um homem com fama de avarento que, na hora da sua morte, deixa a irmã sem meios para lhe providenciar um funeral condigno.

“As Apreensões de uma Mãe” narra a história de amor entre dois enamorados separados pelo estatuto social e pelas oposição D. Margarida, preocupada com o futuro académico do seu filho Tomás.

“Os Novelos da Tia Filomela” é uma história de superstições populares acerca de uma mulher injustamente acusada de ser uma bruxa.

“Uma Flor entre o Gelo” aborda o caso curioso da loucura de um velho médico apaixonado, que decai da fé positiva na medicina na procura do elixir da longa vida.

“O Canto da Sereia” conta a história de um jovem pescador que se apaixona por uma voz que lhe chega do mar em noites tormentosas.

A novela “Justiça de Sua Majestade” tem uma particularidade: foi a primeira novela escrita por Júlio Dinis, em 1858, quando tinha 19 anos. O seu editor da altura, no entanto, não gostou da história e negou-se a publica-lo. Tal facto desencorajou Júlio Dinis de tal maneira que só apresentaria um novo romance (As Pupilas do Senhor Reitor) dez anos depois. A história seria depois acrescentada a “Serões da Província” a partir da terceira edição, já depois da morte prematura de Júlio Dinis e a pedido do pai dele. A ação da história gira em torno de encontros amorosos e fugazes, mas intensos, que ocorrem entre dois casais na corte da rainha D. Maria II.

"Semeando a Palavra que transforma vidas"
Publicado em: 2017-04-02
- partilhando a BIBLIA EM PORTUGUES

A grande maioria dos evangélicos do Brasil associa o nome de João Ferreira de Almeida às Escrituras Sagradas. Afinal, é dele a tradução da Bíblia mais usada e apreciada pelos protestantes brasileiros. Disponível, no Brasil, em duas edições, a Revista e Corrigida e a Revista e Atualizada, a tradução de Almeida é a preferida de mais de 60% dos leitores evangélicos das Escrituras no País.

Se a tradução de Almeida é amplamente conhecida, o mesmo não se pode dizer a respeito do próprio Almeida. Pouco, ou quase nada, se tem falado e escrito a respeito dele. Almeida nasceu por volta de 1628, em Torre de Tavares, Portugal, e morreu em 1691, na cidade de Batávia (hoje Jacarta, na ilha de Java, Indonésia).

O que se conhece da vida de Almeida está registrado na “Dedicatória” de um de seus livros e nas atas dos presbitérios de Igrejas Reformadas (calvinistas) do Sudeste da Ásia, para as quais trabalhou como pastor, missionário e tradutor, durante a segunda metade do século XVII.

 
1.Indonesia
Primeiros Ensaios de Tradução

Quando já se encontrava no Sudeste da Ásia, mais especificamente em Málaca (na Malásia), em 1644, quando tinha 16 anos de idade, Almeida começou a traduzir para o português uma parte dos Evangelhos e das Cartas do Novo Testamento. A tradução, feita do espanhol, foi terminada em 1645, mas nunca foi publicada. Cabe acrescentar que, no tempo de Almeida, o português era a língua de contato e comércio na rota para o Oriente.

 

Pastor no Sudeste da Ásia
 

Almeida ficou em Málaca até 1651, quando se transferiu para Batávia, uma pequena povoação na ilha de Java. Depois de passar por um exame preparatório e de ter sido aceito como candidato ao pastorado, acumulou novas tarefas: dava aulas de português a pastores, traduzia livros e ensinava catecismo a professores de escolas primárias. Em 1656, ordenado pastor, Almeida foi indicado para o Presbitério do Ceilão. Ao que tudo indica, esse foi o período mais agitado da vida do tradutor.

Durante o pastorado em Galle (Sul do Ceilão), Almeida assumiu uma posição tão forte contra o que ele chamava de “superstições pa-

pistas”, que o governo local resolveu apresentar uma queixa a seu respeito ao governo de Batávia (provavelmente por volta de 1657).

A passagem de Almeida por Tuticorin (Sul da Índia), onde foi pastor por cerca de um ano, também parece não ter sido das mais tranquilas. Tribos da região negaram-se a ser batizadas ou ter seus casamentos abençoados por ele. Tudo indica que isso aconteceu porque a Inquisição havia ordenado que um retrato de Almeida fosse queimado numa praça pública em Goa.
 
Família
 

Foi também durante sua permanência no Ceilão que, ao que tudo indica, Almeida conheceu a mulher com a qual viria a se casar. Vinda do catolicismo romano para o protestantismo, como ele, chamava-se Lucretia Valcoa de Lemmes (ou Lucrécia de Lemos). Mais tarde, a família completou-se, com o nascimento de um menino e de uma menina.

2. Sri Lanka
 
 
Pastor e Tradutor em Batávia
 
A partir de 1663 (dos 35 anos de idade em diante, portanto), Almeida trabalhou na congregação de fala portuguesa da cidade de Batávia, onde ficou até o final da vida, em 1691. Nesta nova fase, teve uma intensa atividade como pastor. Ao mesmo tempo, retomou o trabalho de tradução da Bíblia, iniciado na juventude. Em 1676, Almeida comunicou ao presbitério que o Novo Testamento estava pronto. Aí começou a batalha do tradutor para ver o texto publicado – ele sabia que o presbitério não recomendaria a impressão do trabalho sem que fosse aprovado por revisores indicados pelo próprio presbitério. E, também que, sem essa recomendação, não conseguiria outras permissões indispensáveis para que o fato se concretizasse: a do Governo de Batávia e a da Companhia das Índias Orientais, na Holanda.
 
A Publicação do Novo Testamento em Português
 

Escolhidos os revisores, o trabalho começou e foi sendo desenvolvido vagarosamente. Quatro anos depois, irritado com a demora, Almeida resolveu não esperar mais: mandou o manuscrito para a Holanda por conta própria, para ser impresso. Mas o presbitério conseguiu fazer com que a impressão fosse interrompida. Passados alguns meses, depois de algumas discussões, quando o tradutor parecia estar quase desistindo de apressar a publicação de seu texto, cartas vindas da Holanda trouxeram a notícia de que o manuscrito havia sido revisado e estava sendo impresso naquele país.

 

Em 1681, a primeira edição do Novo Testamento de Almeida finalmente saiu da gráfica. A impressão foi feita em Amsterdã, na Holanda, na tipografia da viúva J. V. Zomeren. O título era este: “O Novo Testamento Isto he o Novo Concerto de Nosso Fiel Senhor e Redemptor Iesu Christo traduzido na Lingua Portuguesa”.  Um ano depois, essa edição do Novo Testamento chegou a Batávia, mas apresentava erros de tradução e revisão.

 
Entre 1658 e 1661, época em que foi pastor em Colombo, ele voltou a enfrentar problemas com o governo, o qual tentou, sem sucesso, o fato foi comunicado às autoridades da Holanda e todos os exemplares que ainda não haviam saído de lá foram destruídos, por ordem da Companhia das Índias Orientais. As autoridades Holandesas determinaram que se fizesse o mesmo com os volumes que já estavam em Batávia. Pediram também que se começasse, o mais rápido possível, uma nova e cuidadosa revisão do texto.

Apesar das ordens recebidas da Holanda, nem todos os exemplares recebidos na Batávia foram destruídos. Alguns deles foram corrigidos à mão e enviados às congregações da região (alguns exemplares dessa edição corrigida foram preservados). Isto se deu em 1683. Logo em seguida começou o trabalho de revisão e correção do Novo Testamento, que durou dez longos anos. Somente após a morte de Almeida, em 1693, é que essa segunda edição foi impressa, na própria Batávia, onde também foi distribuída. A terceira edição viria a ser publicada em 1712.

3.Netheland e Belgica
 
 
A Tradução do Antigo Testamento
 
Enquanto progredia a revisão do Novo Testamento, Almeida começou a traduzir o Antigo Testamento. Em 1683, ele completou a tradução do Pentateuco. Iniciou-se, então, a revisão desse texto, e a situação que havia acontecido na época da revisão do Novo Testamento, com muita demora e discussão, acabou se repetindo. Já com a saúde prejudicada – pelo menos desde 1670, segundo os registros –, Almeida teve sua carga de trabalho na congregação diminuída e pôde dedicar mais tempo à tradução. Mesmo assim, não conseguiu acabar a obra à qual havia dedicado a vida inteira. Em 1691, no mês de outubro, Almeida veio a falecer. Nessa ocasião, ele havia chegado até Ezequiel 48.21.
 
 
A Conclusão da Obra
 
A tradução do Antigo Testamento foi completada em 1694 por Jacobus op den Akker, pastor holandês, colega de Almeida. O texto do Antigo Testamento completo só viria a ser impresso em 1751. A Bíblia completa em um único volume só foi publicada em 1819. A edição de 1898, feita na Europa, viria a ser conhecida como “Revista e Corrigida”. Em meados do século XX, no Brasil, o texto de Almeida foi revisto e atualizado e essa edição é conhecida como “Revista e Atualizada”. 
 
A tradução de João Ferreira de Almeida é a preferida por mais de 60% dos leitores evangélicos da Bíblia no Brasil.
"Tu és a minha rocha e a minha fortaleza; guia-me e orienta-me como prometeste"
(Salmo 31.3)
 
Clique aqui para baixar o seu exemplar!
 
Fonte Soc. Biblica do Brasil
 
Richard Wurmbrand
Publicado em: 2017-03-04
autor do livro

Muitas pessoas chamavam-no de "A Voz da Igreja Subterrânea" e outras referiam-se a ele como "São Paulo da Cortina de Ferro".
Este homem humilde, que começou o ministério A Voz dos Mártires, foi o Rev. Richard Wurmbrand. 
A vida de Richard foi uma parceria com Sabina, igualmente incrível, com quem se casou em 26 de Outubro de 1936. 
Richard Wurmbrand nasceu o mais novo de quatro meninos em uma família judia, em 24 de Março de 1909, em Bucareste, Roménia.  Dotado intelectualmente e fluente em nove idiomas, Richard foi ativo na política de esquerda e trabalhou como corretor.  

Após o seu casamento, Richard e Sabina converteram-se a Cristo, no ano de 1938, principalmente pela influência de um carpinteiro alemão chamado Wolfkes. Eles juntaram-se á Missão Anglicana para os judeus, em Bucareste. Richard foi ordenado em primeiro lugar como um anglicano, e, depois da Segunda Guerra Mundial, como um pastor luterano. 
Durante a Segunda Guerra Mundial, Richard e Sabina tiveram a oportunidade para o evangelismo entre as forças de ocupação alemãs. Eles também pregaram nos abrigos e salvaram crianças judias fora dos guetos. 
Richard e Sabina foram repetidamente presos e espancados e, pelo menos uma vez, quase foram executados. 

Sabina perdeu a sua família judia em campos de concentração nazistas. Em 1945 comunistas romenos tomaram o poder e um milhão de "convidados" das tropas russas entraram no país.  
O Pr. Wurmbrand, ministrou aos seus compatriotas oprimidos e engajou-os no evangelismo ousado para os soldados russos. No mesmo ano, Richard e Sabina Wurmbrand participaram do Congresso de Cultos organizados pelo governo comunista romeno. Muitos líderes religiosos apresentaram-se para louvar o comunismo e para jurar lealdade ao novo regime.  

Sabina disse: "Richard, levanta-te e lava esta vergonha da face de Cristo." Richard advertiu: "Se eu fizer isso, tu perdes o teu marido.''

Ela respondeu: "Eu não gostaria de ter um covarde como marido." Assim, Richard declarou aos 4.000 delegados, cujos discursos foram transmitidos a toda a nação, que o seu dever é o de glorificar a Deus e a Cristo.  
Em 29 de Fevereiro de 1948, a polícia secreta prendeu Richard a caminho da igreja e levou-o para a sua sede. Ele estava preso numa cela solitária e designado como "Prisioneiro Número Um '’. 
Em 1950, a sua esposa Sabina também foi presa. Ela foi forçada a trabalhar no projeto do Canal do Danúbio, deixando…o seu filho Mihai de nove anos de idade sozinho e sem-teto. 
Após a sua libertação, em 1953, as autoridades romenas informaram-na que Richard havia morrido na prisão, mas um médico encontrou-o vivo. 
Em uma anistia geral, Richard foi libertado, depois de ter cumprido oito anos e meio de prisão. Ele foi advertido para nunca mais pregar o Evangelho.
Enquanto estava na prisão, passou por torturas horríveis nas mãos da polícia secreta. Apesar dos tratamentos e das advertências que recebeu dos seus perseguidores, logo após a sua libertação, Richard retomou o seu trabalho com ‘‘A Igreja Subterrânea’’.  
Ele foi preso novamente e condenado a 25 anos. Foi acusado de pregar contrário à doutrina comunista. Devido ao aumento da pressão política dos países ocidentais, foi lhe concedida anistia e foi novamente libertado.
A Missão da Noruega pagou US$ 10.000 em resgate para o governo comunista permitir que a família Wurmbrand deixasse a Roménia. Vários líderes da Igreja convenceram-no a sair e a tornar-se uma "voz" para a igreja subterrânea no mundo.  
Richard, Sabina, e o seu filho Mihai deixaram a Romênia e deram início a este trabalho, dedicando as suas vidas ao serviço da Igreja Perseguida. 

 Hoje esta Missão trabalha em mais de 50 países ajudando os nossos irmãos que sofrem por amor a Cristo. Assim se formou a Missão A VOZ DOS MÁRTIRES.

Fonte https://www.vozdosmartires.com

No seu testemunho impressionante em forma de livro, intitulado Torturado por amor a Cristo, mistura relatos do terrível sofrimento dos prisioneiros cristãos com belíssimos testemunhos de conversões dos soldados russos. Seu conteúdo é tão real que é impossível não se emocionar a cada nova página lida.  Fiquei impressionado com a coragem dos crentes perseguidos. “As coisas que relato aqui não são excepcionais. O sobrenatural tornou-se natural para os crentes da Igreja Subterrânea.” Escreveu Richard.

Clique aqui para baixar o livro gratis.

Boa leitura!

 

  1     2     3     4     5     6     7     8     9     10     11     12     13     14     15  



NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:



Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!