Home »

Notícias

Venda Directa
Publicado em: 2009-12-07

O catálogo Moda Cristian Lay é o único em Portugal de venda de vestuário, para homem, senhora e criança.

Tem roupa, calçado, malas acessórios, entre muitos outros artigos.

 

Quer conhecer melhor este catálogo? Tornar-se revendedora? Estou a recrutar pessoas para o meu grupo.

 

Adelaide Silva

adelaide.silva.cl@gmail.com

 

 

 

 

O que é a Venda Directa?

Muito simples, a venda directa é uma maneira de vender produtos ou serviços directamente aos consumidores, fora de um espaço comercial. Um negócio de vendas directas permite-lhe contactar com o cliente cara-a-cara, em grupos, através de vendas on-line, vendas por catálogos ou pelo telefone. As pessoas da industria de vendas directas são conhecidas por Consultoras Independentes, distribuidoras ou representantes.

A oportunidade de vendas directas é viável para pessoas de todas as idades, sexo e nível de proveitos. É expecialmente uma oportunidade para mulheres que querem mais flexibilidade e controlo sobre as suas vidas, e que:

-

Têm um espírito empresarial

-

Gostam de trabalhar com pessoas

-

Desejam um ambiente de trabalho mais suave

-

Querem ter proveitos exta sem fazerem grandes investimentos

-

Querem uma oportunidade de ganhar proveitos ilimitados

Venda de artigos usados, dicas
Publicado em: 2009-09-27
Vender artigos usados tem duas vantagens: ganhar espaço em casa e ganhar dinheiro. De certeza que tem muitos artigos a ganharem pó na garagem, que lhe podem dar algum dinheiro extra.

Sempre que acabar de usar um artigo, em vez de o levar para a arrecadação, tente vendê-lo em leilões ou em lojas de usados.

Aqui ficam algumas coisas que pode tentar vender:

  • Roupas usadas. Se a roupa já não lhe serve ou está farto de a usar, coloque-a à venda. Se tiver roupa de bebé, coloque logo vários artigos em conjunto para ser mais rápido e ganhar mais.
  • Livros. Já leu e não quer guardar o livro como recordação, venda-o no Amazon por exemplo.
  • Telemóveis. Se gosta de estar na vanguarda tecnológica, ao menos venda o seu telemóvel antigo quando comprar um novo.
  • Electrónica. PDAs, consolas, leitores de mp3, tudo isto se consegue vender em leilões.
  • Jogos. Se já jogou não faz sentido mantê-lo a apanhar pó dentro da caixa.

Se pensar um bocado, e der uma volta pelas coisas que tem em casa, facilmente identifica vários artigos que pode vender  on-line.

Depois só tem que criar a sua loja online, o que tambem é muito fácil.

Veja como:

http://www.solucoesnet.com/sn/pd/promotor/?id_user=70989

 

Por isso aproveite a oportunidade e aumente a sua conta pessoal

Adelaide Silva

www.livros.lojasonline.net

É muito fácil montar uma loja virtual
Publicado em: 2009-09-21

 Dinheiro

Haverá palavra mais agradável na língua portuguesa? Não lhe faltam sinónimos: massa, carcanhol e graveto são alguns.

E no que respeita à Internet, há uma palavra que caracteriza o dinheiro:  fácil.

É possível construir uma loja de comércio electrónico sem pagar um balúrdio em cada mês.

 Quer esteja a revender os melhores diamantes ou simplesmente a comercializar a cerâmica que faz no seu forno, o utilizador pode ter uma presença na Internet com aspecto profissional e facilmente acessível economicamente, numa questão de dias.

A parte mais difícil é decidir quão longe quer ir.

Para planear a sua loja on-line, tem três considerações importantes: o que vai vender, como o vai apresentar e – talvez o mais importante de tudo – como vai cobrar o dinheiro quando o cliente decide fazer uma compra.

 

Carrinho de compras

  Do ponto de vista do cliente, a loja online com carrinho de compras é simples e fácil de usar.
Os cibernautas navegam pela selecção de produtos até encontrarem uma coisa que querem, escolhem
a quantidade e acrescentam-na ao “carrinho de compras.”

Uma vez que tenham a certeza de que está tudo pronto, visitam a página de saída, introduzem o endereço
postal escolhem a forma de pagamento (existem várias alternativas).

A encomenda é então enviada pelo cliente para si , de forma a que possa empacotar os produtos e enviá-los.

 

Adelaide Silva

Visite a minha loja online. Siga o link:

http://www.solucoesnet.com/sn/pd/promotor/?id_user=70989

 

 


O prazer da leitura
Publicado em: 2009-09-14
Para além de um prazer, a leitura permite-nos desenvolver inúmeras capacidades. Eis alguns exemplos:

•  Aquisição de conhecimento : com a leitura, ampliamos os nossos conhecimentos sobre assuntos específicos e gerais.

 

•  Estímulo à brincadeira : a leitura ajuda-nos a relaxar, levando-nos ao mundo do faz-de-conta, onde podemos projectar as nossas emoções sem nenhum risco.

 

•  Estímulo à criatividade: a leitura mexe com a nossa imaginação, estimulando-nos a desenvolver o nosso potencial criativo.

 

•  Desenvolvimento da capacidade de argumentar : a leitura estimula-nos a desenvolver argumentos consistentes e bem fundamentados.

 

•  Ampliação do vocabulário : com a leitura, conhecemos novas palavras e aprendemos a usá-las nos seus diferentes  sentidos.

 

•  Incentivo à reflexão e à formação de opinião : a leitura incentiva-nos a pensar, a reflectir, a formar uma opinião, a questionar as nossas convicções e a chegar a uma conclusão.

 

•  Ampliação do campo de visão : a leitura permite-nos "ver" um assunto sob diversas perspectivas, o que estimula a nossa capacidade de aceitar o novo e o diferente.

 

•  Confrontação de pontos de vista : a leitura  leva-nos a uma "conversa" com o autor, o que nos permite reforçar, esclarecer ou mudar os nossos pontos de vista.

 

•  Utilização dos recursos da linguagem : a leitura permite-nos aprender, com os  autores, a utilizar, inventivamente, os recursos oferecidos pela linguagem.

 

•  Correcção gramatical : com a leitura, aprendemos a escrever bem, de forma correcta, pela observação, ou seja, naturalmente, sem esforço.

 

•  Estímulo ao pensamento abstracto : a leitura permite-nos perceber a realidade pelo ângulo da fantasia, o que amplia a nossa capacidade de pensar sobre o abstracto.

 

•  Estímulo à imaginação : quando lemos, vemos apenas palavras, mas logo formamos cenas na nossa tela mental, o que é muito estimulante para a imaginação.

 


 

 

Visite a minha loja de livros usados:

www.livros.lojasonline.net

Muito obrigada

Adelaide Silva

Internet alterou hábitos dos portugueses
Publicado em: 2009-09-05

Dados de Bruxelas continuam a indicar que Portugal tem uma das maiores taxas de «analfabetismo informático» da Europa.

No entanto, de acordo com a Lusa, a Internet alterou radicalmente os hábitos sociais, de acesso à informação e ao conhecimento dos portugueses.

O presidente da Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC), afirma que «a Internet alterou de forma radical a forma de viver das pessoas nas suas diversas formas de interacção social, acesso à informação e ao conhecimento»

Luís Magalhães refere que esta é uma tecnologia que «interferiu com todas as áreas de actividade, alargou horizontes» e tornou-se uma «ferramenta imprescindível»

Quem «não souber utilizar a Internet está fortemente limitada em relação às suas capacidades de expressão cultural, social e artística e possibilidades de emprego e actividade económica». O presidente da UMIC lembra que a utilização da web já é uma «realidade incontornável, tanto no mundo dos negócios, como nas escolas».


Mais novos na linha da frente

Ana Nunes de Almeida, pró-reitora da Universidade de Lisboa e investigadora do Instituto de Ciências Sociais, revelou que trabalhos desenvolvidos com alunos do 4º, 6º e 9º ano demonstram que a «Internet faz parte do quotidiano destas crianças».

Salienta para o facto de que «a esmagadora maioria tem computadores em casa com ligação à Internet. Isto dá-lhes uma possibilidade de procura de informação, campos de lazer e de sociabilidade com os seus pares que não existia há cinco anos».

A professora revela que as crianças e os jovens são «provavelmente aqueles que estão na linha de frente» da sociedade de informação e adiantou que as «famílias com filhos são aquelas que estão tecnologicamente mais apetrechadas».

Fonte: diario.iol.pt

 

 


 

Visite a minha loja de livros usados:

www.livros.lojasonline.net

Muito obrigada

Adelaide Silva

CRESCIMENTO DAS COMPRAS ONLINE
Publicado em: 2009-08-11
Portugueses gastam em média 81 euros em compras online, mais 40 euros do que nas lojas
 

Um total de 4,3% lares de Portugal Continental realizaram compras online de bens de consumo (alimentos e drogaria), entre Junho de 2008 e Maio de 2009, segundo o painel de lares da consultora Nielsen.

Por ocasião de compra , os portugueses gastaram em média 81 euros em produtos de grande consumo, número bastante superior à média de 21 euros despendida pela totalidade dos lares nacionais nos estabelecimentos comerciais.

Apesar do montante elevado, este canal representa apenas 0,3% do valor gasto em bens de consumo, embora, nos lares que utilizam o e-commerce para abastecer a despensa, represente já 7,1% da despesa total.

Assim, mais de 160 mil lares portugueses utilizam a Internet para adquirir os bens de consumo, embora a utilização deste tipo de comércio seja mais acentuada nas zonas da Grande Lisboa e Grande Porto (7,8% dos lares compram através da Internet) face às rurais (1,9%).

As compras online favorecem as categorias de drogaria, mercearia, bebidas, higiene pessoal e limpeza do lar em detrimento dos frescos e perecíveis. 

 

 


 

Visite a nossa loja de venda de livros usados e velharias.

http://www.livros.lojasonline.net

 

  1  





NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:

Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!