Home » Perguntas Frequentes »

APP (Android + IOS) + Site por apenas 500€

  • Sistema de Fidelização - cartão de cliente
  • Farmácias | Supermercados | Cabeleireiros | etc.
  • preço de lançamento - limitado às 1ªs adesões

Mais informações

Como se cálcula uma unidade de Ar Condicionado?

Tabela de cálculo de uma unidade de Ar Condicionado

MÉTODO DE CÁLCULO

Determinar as dimensões do espaço útil a climatizar, no comprimento e na largura.

Uma vez assinaladas as dimensões do local, as linhas que as representam cruzam-se num ponto que determina a capacidade em BTU´s/Hora, necessários para a área do local em causa.

Esta tabela garante uma necessidade de capacidade aproximada, no que se refere a locais simétricos, com poucos ocupantes no seu interior e de outros ganhos de pouca importância, como sejam dormitórios, escritórios, etc.

Para locais de consideráveis superfícies de janelas orientadas para o sol, de grande amplitude, de certo número de ocupantes e de ganhos de calor provenientes de cozinhas e similares, como sejam: restaurantes, bares, zonas industriais, etc., é necessário a utilização de outro tipo de tabelas de cálculo.


Como posso saber os Decibéis de cada unidade de Ar Condicionado?

Nos catalogos comerciais deve de vir os Decibeis (dB - Nível de ruido) das unidades de Ar Condicionado.

 

Consultar Tabelas:

             

    Nível de ruído     

dB(A)

Limite de exposição

diária aconselhável

85

8 Horas

86

7 Horas

87

6 Horas

88

5 Horas

89

4 Horas

100

1 Hora

110

15 Minutos

115

7 Minutos


Quais são as condições de conforto?

Existem 4 condicionates para obeter o máximo conforto dentro de casa:

1º Porquê a temperatura?

2º Porquê Humidificar?

3º Porquê Desumidificar?

4º Porquê Purificar o ar? 


Porquê a Temperatura e o Vento do Ar?

 

No VERÃO a sensação de calor ou frio que o corpo humano sente é frequentemente afectada por vários factores. O corpo humano liberta constantemente calor e qualquer factor que interfira na taxa de perda desse calor afecta a sua sensação de calor ou frio. Além da temperatura do ar os outros factores significativos que afectam o conforto do corpo são: humidade relativa, pureza do ar, e vento.

Como a evaporação (o suor ou a evaporação gasosa) é o processo de arrefecimento que regula a temperatura do corpo, quando o ar está muito húmido, a perda de calor é dificultada. Por isso, um dia quente e húmido parecerá mais quente e é mais desconfortável que um dia quente e seco.

No INVERNO o desconforto com o frio é aumentado pelo vento, que aumenta a sensação de frio. O vento acelera o arrefecimento corporal devido à troca do ar quente do corpo pelo ar frio ambiente (ex: soprar para o rosto ou andar de mota com roupa insuficiente). Como exemplo, quando a temperatura do ar é de +8ºC com velocidade do vento em 20Km/h, a sensação de temperatura no corpo é aproximadamente 0ºC.

Temperatura Real e relação à Velocidade do vento 

 


Porquê humidificar o ar?

Ambiente Seco
Além da temperatura, jactos de ar (vindos dos equipamentos) e pureza do ar, o 4º factor de conforto é a quantidade de água no ar (humidade ambiente). Os equipamentos domésticos de ar condicionado aquecem ou arrefecem o ar da casa sem contacto ou troca com o ar exterior e secam o ambiente canalizando a água deste para a rua.
No Inverno os radiadores em permanência vão secando o ambiente, que se nota nos olhos garganta nariz etc... As consequências do ar seco são severas para a saúde.
Arejar a casa no inverno não é o bastante para evitar a secura do ar, num dia frio uma longa abertura arrefeceria muito a casa. Nestes dias, a exemplo das pessoas, o ar ambiente interior também tem “sede”.
Então a arte é dar-lhe de “beber” até a mistura (humidade relativa) estar ideal. Se não o fizermos artificialmente o ar ambiente irá “beber” essa água à nossa pele, membranas mucosas, plantas, mobílias de madeira etc...
A humidade relativa do ambiente é medida com um higrómetro aparelho de se encontra facilmente no mercado.
A classe médica recomenda uma humidade relativa entre 40% e 60% como ideal para a nossa saúde.

Consequências do ar seco 

Desconforto, cansaço, mal estar.
Respirar ar seco dificulta a transferência de oxigénio para o sangue. Fadiga, cansaço e redução dos níveis de concentração são sintomas dum insuficiente fornecimento de oxigénio.
Estragos em obectos de madeira.
 
Mobília e outros objectos de Madeira têem uma superfície porosa. Quando expostos ao ar seco podem aparecer falhas e zonas estaladas na madeira.
 
Aumenta a susceptibilidade a constipações.
 
A função de auto limpeza das mucosas é afectada pelo ar seco em consequência aumenta a susceptibilidade de surgirem infecções das vias respiratórias.
Aumento dos níveis de poeira.
 
A humidade assenta o pó ( borrifa-se para varrer). Uma divisão seca tem uma grande quantidade de poeira em suspensão.
 
Pele seca.
 
A baixa humidade relativa resulta na perda da hidratação natural da pele, ficando seca áspera e escamosa e tem maior tendência para o aparecimento de zonas inflamadas (avermelhadas).
 
Desafina instrumentos musicais.
 
Os instrumentos musicais de cordas em madeira desafinam neste ambiente .


Porquê desumidificar o ar?

Ambiente Humido

A taxa de humidade representa a quantidade de água no ar. Abaixo de 35% a 40% o ar está seco, acima de 65% a 70% o ar está húmido, prejudicando a saúde, equipamentos e materiais.

Quando não está em níveis satisfatórios, gera a formação de mofo e fungos, entre outros, facilita o aparecimento de organismos microscópicos (ácaros) que afectam directamente a saúde, principalmente a pessoas com alergias respiratórias.

A forma ideal de acabar com esses pequenos organismos, ácaros, mofo, fungos etc. é evitar o seu desenvolvimento, propiciando-lhes um mau ambiente, para que isso aconteça, é necessário manter a humidade relativa em níveis de 40% a 60%.

Afirma o médico Prof. Dr. Salomão Chaib, "não chega esterilizar o ar (limpar o pó, desinfectar)... A solução, além da limpeza sistemática, é ter o ar mais secoDESUMIDIFICAR.

A desumidificação, é o avanço mais recente no campo da climatização de ambientes, pois completa o tratamento do ar.

Gráfico de Desumidificador e Humidificador

   


Porquê purificar o ar ambiente?

Prevenção

As medidas de prevenção evitam ou minimizam a ocurrência de alergias. A prevenção é muito importante nos primeiros 5 anos de vida.
 
Ar = a vida

O ser humano respira cerca de 20.000 vezes ao dia. Inala aproximadamente 12.000 litros de ar para os pulmões, para obter o oxigénio necessário para viver.

No entanto o tempo passado em ambiente de ar puro, praia ou floresta é reduzido. Pelo contrário 80 a 90 % * do tempo é passado dentro de paredes (casa ou emprego) onde o ar é muito pior.

Existem 20 milhões de partículas num metro cúbico de espaço nas nossas casas. Este número é 20 vezes maior do que no exterior e 200 vezes maior do que junto ao mar.
A agravar a situação ao manter o conforto nas nossas casas temperatura entre 19 ºC a 23 ºC criamos também condições para a proliferação dos parasitas, ácaros, fungos, bactérias, vírus etc...
A purificação do ar e o controle da percentagem de humidade desempenha um papel chave na protecção da nossa saúde.
* este valor europeu estimado, 80 a 90% (2,5 a 5 horas) no exterior é acima da média portuguesa onde os locais eleitos são os centros comerciais, tendo-se perdido o hábito de ir para parques ao ar livre ou para o campo).
 
Tabela de Particulas

Esquema de problemas humanos 

 


Outras Perguntas Frequentes






NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:

Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!