Produtos   >   Teatro   >   VARIOS

MARIA JOSÉ VALÉRIO-AUTOGRAFO ORIGINAL
clique na foto para ampliar

Detalhe

 

Filha de José da Conceição Dourado (Lisboa, 19 de Outubro de 1909 - ?) e de sua mulher Idalina da Paixão Valério (Amadora, 8 de Março de 1909 - ?).

Começou a cantar, em 1950, no Liceu D. João de Castro onde era colega de Lurdes Norberto.[1]

Frequenta o Centro de Preparação de Artistas da Rádio, na Emissora Nacional.[1]

Estreou-se em 1952 na Emissora Nacional. Era sobrinha do maestro Frederico Valério, de quem gravou muitas canções.[2]

O seu maior sucesso é "Menina dos Telefones",[3] de 1962, da autoria de Manuel Paião e Eduardo Damas.

Nos últimos anos tornou-se mais conhecida das novas gerações por ser a intérprete do Hino do Sporting.[4]

Em 2008 foi lançada uma colectânea com a sua obra gravada para a Valentim de Carvalho:[5] "Bom Dia Lisboa", "José da Trincheira", "Pregão do Ardina", "O Fado", "Fado da Solidão", "Sem Ti São Longos Os Caminhos", "Canção do Assobio", "Menina dos Telefones", "Só em Paris", "Meu Amor É Italiano", "Não Sei, Não Vi", "Menina Destravada", "Tômbola Twist", "Quando O Meu Namorado Fala Comigo", "Marcha do Sporting", "Marcha do Estoril-1965", "Santo António do Estoril".

Casada com José Trincheira.






Não é isto que procura? Use os links seguintes:

Produtos   >   Teatro   >   VARIOS


Voltar à lista de produtos







NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:



Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!