Home » Notícias
Criamos Sites WordPress

SITE NOVO em apenas 24 HORAS

  • Revistas Digitais
  • Lojas Online
  • Sites Empresariais/Pessoais

Conhece AQUI os mais de 20 modelos de sites à escolha

Publicado em: 2011-03-02
VIVA MARÇO !
Curiosidades sobre o mês da Primavera


O nome "Março" surgiu na Roma Antiga, quando era o primeiro mês do ano e se chamava Martius, derivado de Marte, o deus romano da guerra. Em Roma, onde o clima é mediterrânico, Março é o primeiro mês da Primavera, um evento lógico para se iniciar um novo ano, bem como para que se comece a temporada das campanhas militares.
O ano iniciava em 1 de Março na Rússia até o final do século XV. O Reino Unido e as suas colónias continuaram a utilizar o dia 25 de Março para iniciar o ano até 1752, ano em que, finalmente adoptaram o calendário gregoriano. Muitas outras culturas e religiões ainda celebramo Ano-Novo em Março até aos nossos dias.
Em finlandês, este mês chama-se maaliskuu, que tem origem em maallinen kuu cujo significado é 'mês terrestre'. Isto é porque em maaliskuu a terra começa a aparecer sob a neve derretida.

 Na nossa terra diz-se de Março, que é o mês dos burros. Mas quem sabe porquê? Porque o mês de Março, é o mês da tosquia destes animais. Injustamente conotado com a estupidez crassa e a submissão humilhante, o burro é depreciado e enxovalhado na gíria e aforismos populares:
Quando o astuto enrola o simplório, todo o burro come palha, é preciso é saber dar-lha; Quem faz o seu trabalho e o dos outros, é burro de carga; Quem albarda o burro à vontade do dono age por forma contrariada mas temente; Se não é de fazer caso do que foi dito é porque vozes de burro não chegam ao céu; Do caturra que ninguém convence se diz que burro velho, mais vale matá-lo do que ensiná-lo.
Sendo Março o mês dos burros e isto devido à tosquia dos asnos para serem transaccionado nas antigas feiras nesta época do ano, aqui lhes rendo as minhas homenagens assim como tiro o chapéu à Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA) pela sua intransigente defesa do burro mirandês.
E burros célebres quem poderá ignorá-los todos, todos? Presença obrigatória no Presépio, foi o jumento que manteve vivo o bebé a tiritar na manjedoura de Belém, que a vaca a bafejar sozinha nunca conseguiria. Na fuga para o Egipto não foi um burro pela arreata de José com a mulher e o filho na garupa que salvou Jesus da matança dos inocentes decretada por Herodes? E o mais badalado escudeiro de Castela La Mancha, Sancho Pança, não era num burro que seguia o seu amo visionário?
Mais vale asno que me carregue que cavalo que me derrube não foi o mote que Gil Vicente usou na concepção da “Farsa de Inês Pereira”?
E de “O Príncipe com orelhas de Burro” de José Régio ou de “O Velho, o Rapaz e o Burro” de Sophia de Mello Breyner Andersen, não há por aí quem tenha umas luzes?
Por tudo isto e muito mais que se omite por exiguidade de espaço, Viva o burro e seus derivados que são os machos e as mulas.

Neste contexto, que tal re-ver e ouvir "A mula da cooperativa" ?

Bom Carnaval ! (temos uma surpresa grátis para si: Clique AQUI !)

deseja SoNatural

(Fontes: Wikipedia + O Correio de Pombal – Semanário)

Outras Notícias






NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:

Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!